agrupamento independente de pesquisa cênica

Composto atualmente pelos artistas pesquisadores Clóvis Domingos, Flávia Fantini, Frederico Caiafa, Idelino Junior, Joyce Malta, Lissandra Guimarães, Matheus Silva, Nina Caetano, Paulo Maffei, Sabrina Batista Andrade e Wagner Alves de Souza, o Obscena funciona como uma rede colaborativa de criação e investigação teórico-prática sobre a cena contemporânea que visa instigar a troca, a provocação e a experimentação artísticas. Também participam dessa rede colaborativa obscênica os artistas Admar Fernandes, Clarissa Alcantara, Erica Vilhena, Leandro Acácio, Nildo Monteiro, Sabrina Biê e Saulo Salomão.

São eixos norteadores do agrupamento independente de pesquisa cênica, o work in process, os procedimentos de ocupação/intervenção em espaços públicos e urbanos e os procedimentos de corpo-instalação, além da investigação de uma ação não representacional a partir do estudo da performatividade e do pensamento obra de artistas como Artur Barrio, Hélio Oiticica e Lygia Clark.

Atualmente, o Obscena desenvolve o projeto Corpos Estranhos: espaços de resistência, que propõe tanto trocas virtuais e experimentação de práticas artísticas junto a outros coletivos de arte, como ainda a investigação teórica e prática de experimentos performativos no corpo da cidade. Os encontros coletivos se dão às quintas-feiras, de 15 às 19 horas, na Gruta! espaço cultural gerido pelo coletivo Casa de Passagem.

A criação deste espaço virtual possibilita divulgar a produção teórico-prática dos artistas pesquisadores, assim como fomentar discussões sobre a criação teatral contemporânea e a expansão da rede colaborativa obscênica por meio de trocas com outros artistas, órgãos e movimentos sociais de interesse.

quarta-feira, maio 16, 2012

CIRCUITO PERFORMATITE


Teatro Performativo: Teatralidade, Performatividade e a construção de um novo conceito operativo
Palestrante: Leandro da Silva Acácio [Obscena Agrupamento/ MG]
Quando: 20 de Maio de 2012
Onde: Bloco B/ Centro de Convenções
Horário: 14h

Encontro de coletivos das univer-cidades
Quando: 20 a 22 de Maio de 2012.
Onde: corpo da Universidade e da Di-ver cidade de Ouro Preto.
Coletivos participantes: OBSCENA – agrupamento independente de pesquisa cênica, N3Ps , Líquida Ação, Quando Coisa e As Incríveis Laranjas Podres Performáticas.

Ocup(ação) Performatite
Quando: 21 de Maio de 2012.
Onde: Departamento de Artes/UFOP
Horário: 20h

Performance, Universidade e Formação
Mediação: Denise Pedron [TU/UFMG]
Mesa: [N3Ps/ MG], [Coletivo Líquida Ação/ RJ], [Obscena Agrupamento/ MG], [Coletivo Quando Coisa/MG], [As Incríveis Laranjas Podres Performáticas/ PR].
Quando: 23 de Maio
Onde: Campus/UFOP
Horário: 14h

Um comentário:

Marizabel Pacheco disse...

O ritual de cura acontece, principalmente, em igrejas, sejam elas católicas, evangélicas, ou de outras denominações. Mas há outros rituais de cura escondidos atrás de mesas de escritórios, gabinete, repartições, escolas e debaixo de mesas de jantar.
Em repartições, podemos citar Aqueles Dois, do Grupo Luna Lunera. Por Raul e Saul serem homossexuais e não aceitarem o ritual de cura, são dimitidos do trabalho. A prática do bulling, em ambientes escolares, também é um ritual de cura. A internação em um manicômio, em Bicho de 7 Cabeças, também é um ritual de cura. E por ai vai...